TRADUZA A PAGINA NA LINGUA DESEJADA DEUS VOS ABENCOE.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Tribunal Federal ouve cristãos acusados injustamente

Após se converterem ao cristianismo, ex-muçulmanos são presos sob suspeita de tráfico de entorpecentes
25_Etiopia_0270000504
Obsa Ogeto, 32 anos, e Soka Araro, 31 anos, compareceram na última semana perante o Tribunal Federal da Etiópia, sob acusação de tráfico de entorpecentes, crime punível com até sete anos de prisão. Os homens foram presos pela polícia etíope em agosto deste ano, após sua conversão ao cristianismo ser reconhecida por amigos e familiares. Um dos acusados pagou fiança e foi liberado, enquanto o outro aguardou o julgamento detido.

Familiares dos cristãos detidos e a equipe da Portas Abertas na região acreditam que as prisões foram feitas com provas plantadas por muçulmanos liderados por membros das próprias famílias dos acusados. De acordo com o advogado voluntário da Portas Abertas, responsável pela defesa, os dois homens foram falsamente acusados pelas comunidades e autoridades locais como punição por deixar o Islã, religião dominante na região.
Como aconteceu
Uma testemunha ocular, que não pode ser identificada por motivo de segurança, afirmou que os muçulmanos ameaçaram entregar os dois homens à polícia, caso não recusassem o cristianismo e voltassem ao islamismo. Com a recusa, foram plantadas falsas provas na casa que os acusados dividiam, e a polícia foi chamada pelo mesmo grupo que os ameaçou.
Reincidência
A detenção ilícita de cristãos em áreas de maioria muçulmana em toda a Etiópia está se tornando um problema cada vez mais proeminente. Ao longo do mês passado, quatro idosos cristãos, envolvidos em uma batalha legal sobre os direitos de propriedade sobre a terra em que sua igreja é construída, foram presos e detidos por três dias em Dalocha sem direito a fiança. Um evangelista cristão em Shashemene foi preso enquanto pregava publicamente e detido durante 30 horas, sem sequer conhecer a acusação.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O Verdadeiro Arrependimento - Rasgai Vosso Coração


 “Todavia ainda agora diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto. E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes; e convertei-vos ao Senhor vosso Deus; porque ele é misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em benignidade, e se arrepende do mal.” Joel 2:12 e 13
O povo de Israel tinha uma séria dificuldade de obedecer a Deus. Ou melhor, não conseguia permanecer por muito tempo servindo e adorando somente a Deus. Acabava cedendo à idolatria. Por diversas vezes, Deus repreende seu povo por meio de Moisés e de muitos outros profetas. Algumas vezes, o povo se arrependeu e se voltou, de fato, para Deus. Nessas ocasiões de arrependimento, o povo costumava rasgar suas vestes e se cobrir com pano de saco em sinal de humilhação.
O livro de Joel é mais uma das repreensões ao povo de Deus. O profeta começa descrevendo a desolação em que a terra de Judá estava vivendo, devido a um ataque bélico representado metaforicamente no texto pela figura dos gafanhotos. Daí, Joel conclama o povo a se arrepender e se voltar a Deus em oração pedindo sua misericórdia e perdão.
Dentro desse contexto, Deus, mais uma vez, prova Seu amor por esse povo ao dar uma nova chance. Podemos ver isso no versículo acima, onde o Senhor lembra o povo da Sua grande benignidade e misericórdia, chegando a dizer que Ele se arrepende do mal! Em outra versão desse texto bíblico, diz que o Senhor é “inclinado a suspender o castigo”! Ou seja, Deus estava “torcendo” para que o povo se arrependesse e, assim, Ele suspenderia o castigo.
Porém, o que mais me chama atenção nessa passagem é quando o Senhor diz que o povo deveria rasgar o coração e não as vestes. É interessante que Ele começa falando de conversão, ou seja, transformação, mudança de rumo. Essa conversão tinha que ser verdadeira, de todo coração, não apenas da boca para fora. Por isso, o povo devia não apenas cumprir aquele ritual de arrependimento: rasgar as vestes, se vestir de pano de saco e se prostrar no pó. É possível que muitos tenham feito isso pensando que assim conquistariam o coração de Deus, porém, por não rasgarem juntamente os seus corações, o Senhor desprezava essa falsa humilhação.
Deus nos mostra, por meio dessa passagem, que os olhos Dele não estão voltados para as nossas atitudes externas, mas sim, para a intenção do nosso coração. Ele não está interessado em gestos e rituais vazios. Ao contrário, Ele quer um coração contrito e quebrantado (Sm 51:17), um coração sincero diante Dele.
Aqui reside uma grande lição: não adianta fazer os maiores sacrifícios, as maiores obras, nem mesmo o maior gesto de humildade, se o coração não for sincero. Isso seria apenas uma mentira, farisaísmo. Deus não quer sacrifícios, Ele quer nosso amor sincero, nossa devoção sincera.
Quando realmente nos arrependemos, não é preciso sequer atitudes humilhantes para demonstrar esse arrependimento, porque o Senhor conhece o coração. E Ele não resiste a um coração arrependido. Faz parte da Sua natureza se compadecer e perdoar. Afinal, Ele nos prova somente com o objetivo de nos fazer voltar aos Seus caminhos e nos perdoar, pois nos ama profundamente.
O desejo do Pai continua sendo o mesmo nos dias de hoje. Ele quer que a cada tropeço, a cada pecado nosso, realmente prostremos o nosso coração diante Dele em arrependimento. E não somente esbocemos externamente um arrependimento que não existe no coração. Nosso Deus é rico em misericórdia, está sempre aguardando o nosso retorno, exige apenas que esse retorno seja verdadeiro, pois não suporta a falsidade.
Isso é maravilhoso! Podemos ser sinceros com o nosso Deus, Ele nos ama como somos e deseja nos aperfeiçoar a todo o momento nos preparando para o grande dia quando vamos nos encontrar com Ele.
“O Senhor olhou com amor ardente a sua terra, e perdoou o seu povo” (Joel 2:18).

domingo, 9 de novembro de 2014

PERSEGUIÇÃO NO IRÃ

Mãe do pastor Saeed Abedini foge do Irã após ameaças

Depois de repetidas ameaças de morte, a mãe de Abedini e dois de seus irmãos fugiram do Irã no dia 31 de outubro e estão aguardando transporte para serem levados para os Estados Unidos, informou Naghmeh Abedini, esposa do pastor
8_SaeedAbedini
Naghmeh disse que sua sogra está com o coração partido por deixar Saeed, mas ela não teve escolha. “A mãe de Saeed tem estado sob constante intimidação por parte do governo iraniano, já que tem acompanhado o caso de Saeed (clemência para ele ser tratado em um hospital) e agora se vê forçada a deixar o Irã por estar sob a ameaça de ser presa”, escreveu Naghmeh em sua conta no Facebook.
“O juiz disse que o indulto não é uma opção e que não permitirá que Saeed seja tratado em um hospital”, acrescentou.
Naghmeh afirma que a despedida entre Saeed e sua mãe comovente. Devido ao estresse ela foi internada pela quarta vez. Mas já se sente bem. “Agradeço a todos que tem orado pela mãe de Saeed. Ela está segura e fora do Irã.”

O pastor Saeed Abedini foi espancado muitas vezes na prisão, e está com o estado de saúde fragilizado.
Naghmeh Abedini mantém a esperança e orações
A esposa do pastor assegura que, apesar de tudo, ainda mantém sua esperança e orações. “Sei que Deus está no controle e só Jesus receberá toda a glória pela liberação de Saeed”, disse ela para mais de 38 mil seguidores no Facebook.

MISSÕES VAMOS MUDAR A HISTORIA DO MUNDO

Dalits cristãos enfrentam mais discriminação na Índia

Dalits cristãos são novamente o alvo de discriminação na Índia.  Não é ruim o suficiente que eles sejam chamados de "intocáveis;" o governo diz que não deve e não vai ajudá-los
7_India_0430102152

Está é uma batalha dura há 50 anos, mas o crescente nacionalismo hindu tem colocado um novo holofote sobre o conflito.  O hinduísmo está experimentando um renascimento na Índia, resultando em ainda mais pressão sobre os dalits que seguem religiões minoritárias, como o islamismo e o cristianismo.

Além disso, enquanto a Constituição da Índia proíbe tecnicamente a discriminação baseada em castas, esta não é a realidade atual.

O apoio do governo na forma de educação gratuita, empregos públicos e cadeiras legislativas são protegidos por lei para hindus, sikhs, budistas e dalits.  No entanto, a mesma lei 1.950 proíbe estas formas de assistência aos muçulmanos e dalits cristãos.

Segundo o Evangelho para a Ásia, os dalits e outros grupos de baixa casta, número em torno de 700 milhões de indianos, 1,2 bilhão de pessoas, ou cerca de 58% da população total.  E, no entanto, os piores trabalhos da sociedade são reservadas para os dalits: remoção de dejetos humanos e animais mortos, varredura das ruas, desobstrução de esgotos e remendo em sapatos, para citar alguns.

"É um problema econômico sistemático", diz Fuentes.  "Gerações e gerações foram rotuladas como o 'mais baixo dos baixos;  eles são incapazes de conseguir emprego ou terem acesso à educação.”

Por causa da opressão generalizada e porque a casta é determinada no momento do nascimento, os dalits cristãos são incapazes de escapar de seu dilema.  Eles precisam de ajuda para suprir uma existência.

"As pessoas podem dar e se envolver com os dalits de forma prática.  Trabalhamos com a Igreja local para descobrir quais são as necessidades deles”, explica Fuentes.

"Esta é uma perseguição sistemática contínua que oprime um grupo de pessoas com base em sua religião e sua posição na sociedade e, como cristãos, devemos além de orar, ser uma voz para eles", afirma FuenteS.

ECLESIASTES 3 MEDITEM

EM TODO TEMPO DE CRIAÇÃO DEUS NÓS ENSINA QUE TUDO TEM SEU TEMPO , ELE NÓS FORMA POR ETAPAS E NÓS DESENHA COM SUA PERFEIÇÃO , MAIS NUNCA ESTAMOS PRONTOS PARA OS DIAS DE TEMPESTADE , POIS ELA PROCEDE SEMPRE DEPOIS DE DIAS DE INTENSO SOL , TEMOS QUE APRENDER QUE HA NÓS PREPARAR, PARA TODAS AS ESTAÇÕES DO ANO , ASSIM COMO NA NOSSA VIDA CARNAL, TEMOS QUE SUPERAR NA VIDA ESPIRITUAL AS ESTAÇÕES DO CRIADOR, TEMOS QUE PASSAR PELO VERÃO, OUTONO , PRIMAVERA E INVERNO , MAIS EM TODAS ESSAS ESTAÇÕES DEUS NÓS DA A FORÇA E SABEDORIA NECESSÁRIA DE COLHER OS FRUTOS DA SUPERAÇÃO DIÁRIA DIA A PÔS DIA , VIVENDO COM ALEGRIA A CAMINHADA DE AMOR , VENCIDA PELO SENHOR JESUS NA QUELA CRUZ , AS TEMPESTADES NEM SEMPRE TRAZEM DESTRUIÇÃO , O VERÃO COM O SEU SOL INTENSO NEM SEMPRE TRAZ FERTILIDADE , NA PRIMAVERA PODEMOS SENTIR O PERFUME E VER A BELEZA DAS MAIS LINDAS FLORES , O OUTONO NÃO É APENAS A ESTAÇÃO MARCADA PELA QUEDA DAS FOLHAS E FLORES MAIS NÓS TRAZ TAMBÉM UMA GRANDE RIQUEZA DE VARIEDADES DE FRUTAS , APROVEITE CADA ESTAÇÃO , E VIVA PLENAMENTE O CRESCIMENTO DE DEUS EM TODAS ELAS.

MEDITE NISSO

Recadoseglitters.com

JESUS ESTA VOLTANDO E TE CONVIDA A SEGUI-LO E VC QUAL E A SUA DECISÃO?


Jesus Cristo - Recados Para Orkut

Ocorreu um erro neste gadget